terça-feira, 24 de março de 2009

Irmã da Terra

Resolveu enfiar os dedos na terra. Colocou unha por unha, dedo por dedo, até encaixar naquele marrom molhado e fofo os dois pés inteiros. Sensação... Sensação... Resolveu enfiar mais. Sentou-se e aos poucos o solo úmido foi grudando em sua pele que jazia nua no jardim. Sentiu o gelado de baixo combinar com o nublado do céu e com as gotículas que caíam e se agarravam em suas pestanas. Calafrio. Sensação... Deitou-se. Mergulhou no barro, fantasiou-se com o caldo da natureza, esfregou cada parte do seu corpo e sentiu prazer em tocar até na ponta de seu nariz. A nuca beijava a terra; ela era sua amante, sua delícia cremosa... Olhou para o céu e a neblina densa que existia imprensava-a e fazia força contra seu peito num interminável abraço forte. Sensação, muita sensação... Gemeu. Delirou febril imersa ao barro, entre gozo e dor, na falta de respiração e no êxtase...Fez de si irmã da terra, do real, e, depois desse dia, ela desapareceu.

4 comentários:

polegarzinha disse...

e depois desse dia... ela renasceu!

Alonso Zerbinato disse...

Você é Vick, Cristina ou nenhuma das duas? (Cara de curioso).

Pedro droPe... disse...

muito bom o layout do teu blog, mas belo é o conteúdo... de andada tropecei por aqui..

voltarei
=)

beijos
sorrisos, cores e flores

Pedro drope...

Maurício Bettini disse...

Que lindo ....adorei parabens. Fico feliz pelos dons diversos.
Obrigado por postar no meu blog também....valeu mesmo .
Estou numa pré produção de um filme pela PAX Filmes, devemos gravar em Agosto (longe), se você tiver interesse, a Pax tem como ultima produção "Vingança" de Paulo Pons; estão selecionando elenco. Qq coisa mauriciobettini@hotmail.com estou no seuorkut tb .bjão "Manu"

MBettini